A sua empresa precisa de um plano de negócios? Encomende um hoje por apenas 70,000 AKZ

Não considere especialistas deuses na terra

2
Lizandro Chissupa
1
20/6/2017

Em 1894 a cidade de Nova York cheirava muito mal por causa do estrume dos cavalos. Sendo o metodo mais eficiente de locomoção na altura a cidade registrava aproximadamente 907 toneladas de estrume por dia. Especialistas, projetistas e cientistas foram postos juntos para desenvolver um plano de resolução do problema, depois de vários testes e tentativas não conseguiram.

Nenhum dos especialistas e “dotados na matéria” conseguiu pensar em locomoção sem cavalos.   Curiosamente alguns anos depois um “empreendedor” inventou o Automóvel (carro) que substitui o cavalo e acabou com o problema.

Repare que a solução não veio de um especialista na matéria ou alguém com experiencia na resolução de problemas com estrume.

O senso comum acredita que “os especialistas na matéria” sabem mais e darão as melhores soluções mas, hoje em dia não é bem assim. Todos somos capazes de dar soluções aos problemas caso a gente se informe um pouco sobre a matéria e pense de forma criativa e humana sobre o problema em questão.

Sim, o especialista tem mais informação sobre a questão em causa, tem mais historia sobre o que já foi feito, mas poucos conseguem ver o que pode ser feito. Maior parte dos especialistas são bons a dizer o que não se deve fazer, mas, péssimos em prever o futuro (o que pode ser feito).

Porquê?

Porque inovação é a ligação entre criatividade (imaginação) e pensamento critico (lógica). Essas duas capacidades são individuais e não dependem da sua área de formação. A quem desenvolve e a quem não desenvolve essas capacidades.

Hoje em dia com o avanço tecnológico e propagação da informação (internet) todo mundo está mais informado. A mesma informação que antes era guardada a 7 chaves pelas universidades e institutos hoje em dia todos têm acesso.

Por exemplo: uma vez eu fiquei doente, pesquisei os sintomas e auto mediquei-me com comprimidos que não precisavam de receita médica. Mas, os sintomas se agravaram e fui ao hospital. Quando cheguei la, o médico perguntou o que tinha, a quanto tempo e se eu tinha tomado alguma coisa? Dei o todo relatório e ele surpreso disse: “sim tudo que tomaste está certo, mas esqueceste de tomar um outro comprimido para complementar a acção do primeiro”.

Onde  foi que tirei a tal informação? Em um website, de forma grátis. O que quero dizer com isso? Antes de acreditar que qualquer especialista vá resolver o seu problema pense em resolve-lo você próprio, pesquise você próprio e desenhe um mapa de resolução primeiro.

Por exemplo: a sua empresa tem dificuldades de registrar as contas (entradas e saídas de caixa). Antes de contratar um contabilista, será inteligente pesquisar na internet o que podes fazer de forma gratuita, existem planilhas prefeitas e outros softwares que podem ajudar a resolver o problema.

Não fique cego como o senso comum que acredita que apenas os especialistas e os “experientes na matéria” saberão resolver os problemas.

Respeite a autoridade, mas não acredite de forma cega em tudo que eles dizem, duvide e pesquise também para tomar decisões informadas.

Por exemplo: Se um especialista em Marketing te disser: a melhor solução de anúncios para sua marca é a radio e televisão e você tiver uma linha de roupa para jovens, antes de aceitar de forma cega o conselho do “especialista”, pesquise sobre marketing para jovens e você descobrirá que o “especialista” estava errado, pois, maior parte dos jovens têm atenção nas redes sociais, logo, a melhor forma de chegar a eles seria através do Facebook, Instagram e Snapchat e não rádio e televisão que para além de caros, o seu público alvo não presta atençao a esses meios.

Repito, especialistas são bons a dizer factos sobre a matéria em questão, mas péssimos a imaginar o futuro. Cultive o hábito de pensamento criativo-lógico e pesquise antes de contactar um especialista para resolver os problemas do seu negocio.

 

últimos artigos
No items found.